Encontre-nos nas redes sociais

Notícias

Arrecadação desabou e Flávio Dino deve liberar comércio e serviços

Governo do Maranhão perdeu quase R$ 1 Bilhão em apenas 50 dias

Os números são desastrosos no quesito arrecadação do governo do Maranhão, durante a pandemia da covid-19. Dados preliminares levantados com exclusividade por este site apontam que o governo estadual deixou de arrecadar cerca de R$ 500 milhões, entre os meses de Abril e Maio. Na consulta realizada pelo site Observatório da Blogosfera, mostra que o fisco arrecadou em Abril do ano passado (2019), R$ 665.181,811,03 (Seiscentos e Sessenta e Cinco Milhões, cento e oitenta e um mil reais). Comparado a este mesmo mês de abril, neste ano de 2020, a arrecadação cai cerca de 15% – foram arrecadados R$ 582.444.691,05 (Quinhentos e Oitenta e Dois Milhões, Quatrocentos e quarenta e quatro mil Reais). Uma perda significativa de R$ 82 Milhões, na receita.

Se no mês de abril a situação foi difícil, nestes primeiros 20 dias de maio foi um desastre comparado com o mesmo período de 2019, o fisco deixou de R$ 393 Milhões. , que não seja a flexibilização do comércio e reabertura dos serviços. Em números gerais, além da perda de receita, estima-se que o governo Dino deixou de arrecadar outros R$ 500 Milhões com a geração de novos investimentos que viriam, sem que houvesse a crise.

Além de perdas na arrecadação com o ICMS e IPVA, os principais setores que apresentaram perda em arrecadação, foram: setor de combustíveis, setor de automotores, setor de bebidas e de linha branca.

Flávio Dino está numa “sinuca de bico”, se persistir em permanecer com o comércio do jeito que está, poderá correr sérios riscos até mesmo para o pagamento do funcionalismo público. Nestes 50 dias de pandemia, o governo já abriu quase 1500 leitos específicos para atender a demanda de infectados pala covid-19. No começo da pandemia, o estado tinha pouco mais de 200 leitos e nenhum hospital de campanha – agota já são dois para atender as regiões Metropolitana de São Luís e a tocantina.

Tudo indica que o governador vai garantir o retorno das atividades na Ilha do Maranhão, a partir desta quinta-feira (21), do contrário, além de esperar a cura para a covid-19, terá também que encontrar uma vacina para acabar com a crise financeira no Maranhão.

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.