Encontre-nos nas redes sociais

Notícias

Chantagem para aumentar preço de passagens; já pensou se a linha de frente da saúde resolve parar???

A irresponsabilidade dos Sindicatos dos Transportes e dos Rodoviários é absurda sob vários aspectos 

Há pelo menos 4 (quatro) décadas as mesmas figuras que exploram o Sistema de Transportes de Passageiros de São Luís é o mesmo e as práticas continuam as mesmas – o sindicato dos trabalhadores pede aumento dos salários, ticket’s e plano de saúde – os empresários negam! Surge então uma confusão generalizada e quem é refém de tudo isso é o passageiro, que também é trabalhador e estudante.

O sindicato dos Rodoviários surge então com uma ameaça de paralisação geral do transporte coletivo em São Luís, deixando cerca de 500 mil usuários aflitos com a situação.

O sindicato patronal não cede a um centavo em aumento à categoria trabalhadora, pois afirma que o preço da passagem do sistema está defasado, etc e tal – e que só pode conceder o aumento de salários, caso a Prefeitura de São Luís autorize o aumento da tarifa.

É total direito de qualquer trabalhador no planeta, lutar pelos seus direitos e melhorias, contudo, em plena pandemia, crise econômica no país e que classe trabalhadora alguma está recebendo benefícios e aumentos, salários dos servidores públicos congelados há pelo menos cinco anos, não tem sentido aumentar os benefícios dos rodoviários.

Já pensou se os trabalhadores dos serviços de saúde, que estão esgotados, exercendo suas funções diariamente, com plantões exaustivos, com escassez de insumos e sem muitas das vezes, condições mínimas para trabalhar, resolvem cruzar os braços e deflagrar greve???? o que aconteceria???

É, portanto, uma chantagem absurda que a Prefeitura de São Luís não deve ceder, pelo menos durante este estado de guerra contra a pandemia da Covid-19.

O Ministério Público, tanto do trabalho, quanto do consumidor devem estar atentos para que a população de São Luís não sirva como “moeda de troca”, nesta disputa insana do SET e trabalhadores.

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.