Encontre-nos nas redes sociais

CPI da Covid-19 no Maranhão

Desespero! Secretário de saúde do Maranhão pede “suspeição” de auditora do TCE

Carlos Lula acionou uma banca de advogados contra auditora do TCE

Carlos Lula corre contra o tempo para se eleger e ganhar foro privilegiado

O Secretário de estado da saúde, Carlos Lula, acionou sua tropa de advogados do escritório “Carlos Lula Advocacia”, para tentar frear ações da auditoria do caso escandaloso da compra de respiradores fantasmas. Os advogados entraram com um pedido de “suspeição” em relação à auditora do Tribunal de Contas do Estado – TCE, Aline Vieira Garreto. O pedido foi protocolizado ao chefe da Secretaria de Fiscalização do órgão de contas.

Relatório da auditoria

A auditora Aline Vieira Garreto, em seu parecer, considerou que a Secretaria Estadual de Saúde – SES, por meio do seu titular Carlos Lula, não teve o devido cuidado com o dinheiro público ao firmar contrato com uma empresa recém criada e sem histórico de serviços como a venda de respiradores.

Esquema Covaxin e Respiradores

O esquema de compra de respiradores feito pelo governo Flávio Dino (PSB), é similar ao que estaria para ser executado por um grupo de picaretas para vendas de vacinas com preços superfaturados no governo Bolsonaro. A diferença é que na esfera federal o presidente foi informado do golpe, e no Maranhão???? Alguém teria recebido alguma informação????

Superfaturamento 

Segundo relatório da auditora, pesquisa de preços feita pela CGU (Controladoria-Geral da União), em abril do ano passado (2020), em compras efetuadas por estados e municípios, constatou que o preço médio pago por respirador mecânico foi de R$ 87 mil. A secretaria de Carlos Lula, além de não receber os respiradores, pagou em média, R$ 200 mil, por unidade.

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.