Encontre-nos nas redes sociais

Notícias

Documentário sobre Marielle estreia amanhã

Primeiro episódio será exibido no dia 12 de março na Globo, depois do “BBB20”. Seriado marca o início da produção de séries documentais para o Globoplay

O Globoplay anunciou o lançamento da série “Marielle – O Documentário”, sobre a história de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro. Ela foi morta a tiros no dia 14 de março de 2018 no centro do Rio. O motorista do carro, Anderson Pedro Gomes, também morreu. A principal hipótese da polícia é de execução.

O primeiro episódio será exibido amanhã (12) na Globo, após o “BBB20”. A estreia no Globoplay é no dia seguinte, com todos os seis episódios disponíveis, que variam entre 40 a 65 minutos. A história de Marielle Franco também será tema de seriado dirigido por José Padilha.

Foram cinco meses de produção de “Marielle – O Documentário”, que contém conteúdo audiovisual inédito. O seriado marca o início da produção de séries documentais do Jornalismo da Globo para o Globoplay.

A série original Globoplay registra momentos da adolescência da vereadora e de quando o motorista descobriu que seria pai. Conta com entrevistas com os familiares das vítimas, policiais, jornalistas que cobriram o caso, procuradores e autoridades políticas.

Marielle se tornou mãe na adolescência, formou-se em ciências sociais e virou uma importante voz no combate à LGBTfobia.  Ela saiu do Complexo da Maré para virar notícia no mundo, tendo se transformado em símbolo na luta pelos direitos humanos. A morte causou comoção pelo Brasil.

“Estamos muito entusiasmados com mais esse espaço que se abre. É uma oportunidade sem igual para mostrar o talento de nossos profissionais em mais esse formato, a série documental. Jornalismo em profundidade, mostrando temas complexos em suas múltiplas facetas, seguindo os princípios do bom jornalismo que fará o público, tenho certeza, não perder um capítulo sequer. É uma linguagem diferente do que habitualmente fazemos, mas igualmente com grande qualidade. Marielle, o documentário, é uma excelente estreia. Outros títulos vão surpreender e agradar”, diz Ali Kamel, diretor de Jornalismo da Globo.

“Quando decidimos contar histórias em documentário no Globoplay, nós decidimos ‘qual a história que a gente quer contar?’ E não existe história mais urgente no Brasil hoje do que a história da Marielle Franco. Em nenhum momento a gente tenta investigar quem matou Marielle. Não é uma investigação que nós entendamos que seja uma responsabilidade nossa, mas acho que o documentário responde à pergunta: por que até hoje ninguém disse quem matou e quem mandou matar Marielle?”, diz Erick Brêtas, diretor de produtos e serviços digitais da Globo.

Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.