Encontre-nos nas redes sociais

Brasil

Eleições 2020: o começo do fim da Alvorada voraz

Candidatos apoiados por Bolsonaro fracassaram no 1º turno e os que chegaram ao 2º, também sofreram derrotas

Dos 13 candidatos a prefeito apoiados pelo presidente, 11 saíram derrotados (sendo 9 no 1º turno). Apenas dois foram eleitos no país, em Vitória (ES) e Manaus (AM), os eleitores optaram por candidatos de direita, que se alinham a parte das ideias de Bolsonaro.

Este é o resumo da campanha do Palácio do Alvorada, e apenas dois candidatos a prefeito apoiados pelo presidente Jair Bolsonaro que disputavam o 2º turno na eleição de ontem (29) de novembro saíram com vitória das urnas.

Durante a campanha eleitoral, Jair Bolsonaro fez várias “lives”, com piadas de mal gosto como lhe é peculiar, em favor dos seus candidatos para pedir votos para 13 candidatos a prefeito – mas o desempenho foi muito fraco.

Derrota em casa

Marcelo Crivella (Republicanos), atual prefeito do Rio de Janeiro e apoiado por Bolsonaro, afundou e foi goleado no 2º turno para Eduardo Paes (DEM).

Na Capital dos “coronés”

Em Fortaleza (CE), o candidato apoiado por Bolsonaro, capitão Wagner (PROS), foi vencido no segundo turno por Sarto (PDT).

Derrota maiúscula para Dória em São Paulo

Na maior capital da América Latina, o candidato de Bolsonaro não conseguiu sequer chegar ao segundo turno. O candidato apoiado pelo capitão era Celso Russomano (Republicanos). Com 100% das urnas apuradas, Russomano ficou em quarto lugar, com 10,50% dos votos.

Taca em BH

Em Belo Horizonte (MG), o candidato Bruno Engler (PRTB), apoiado por Bolsonaro, não chegou a 10% do votos válidos. O atual prefeito Alexandre Kalil foi reeleito.

Derrota na Terra do Frevo

No Recife (PE), a delegada Patrícia (PODE), apoiada por Bolsonaro, ficou em quarto lugar na disputa, chegaram ao segundo turno, os primos João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) disputam o cargo.

Na tão atacada Amazônia brasileira

Em Manaus (AM), o Coronel Menezes (Patriotas) ficou em quinto lugar na disputa, com 11% dos votos. A capital teve segundo turno com Amazonino Mendes (Pode), com 23,91%, e David Almeida (Avante), com 22,36%. Almeida foi eleito ontem.

O Começo do fim na Alvorada Voraz

Fardas e força

Forjam as armações

Farsas e jogos

Armas de fogo

Um corte exposto

Em seu rosto amor

E eu, nesse mundo assim

Vendo esse filme passar

Assistindo ao fim

Vendo o meu tempo passar, ei

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.