Encontre-nos nas redes sociais

Dinheiro Público

Esquema para salvar a pele dos operadores Rogério Albino e Jadyel

Jadyel e Rogério Albino tem uma longa ficha de negociatas e esquemas de contratos suspeitos com prefeituras maranhenses

O prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), que é presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão – FAMEM, está sendo apontado como principal ‘operador’ de um suposto ‘esquema’ que tenta cooptar, pelo apoio financeiro, jornalistas, radialistas, blogueiros, editores e os próprios empresários de comunicação, visando impedir que a imprensa publique denúncias contra os empresários Jadyel Alencar, dono da Dimensão Distribuidora; e Rogério Albino de Sousa, ex-sócio da empresa Maxtec Serviços Gerais e Manutenção Industrial Ltda.

Os dois empresários e o próprio prefeito maranhense são suspeitos de integrar um dos quatro núcleos do esquema de corrupção no Maranhão: empresarial, político, de operadores financeiros (leia-se agiotas) e de agentes públicos.

Erlânio Furtado Luna Xavier, que é pecuarista, nasceu no município de Bodoco – PE, no dia 22 de setembro de 1974. No dossiê denominado ‘teia da corrupção’, encaminhado ao blog do Antônio Martins por fonte anônima, o prefeito de Igarapé Grande é apontado como ‘peça importante’ na teia criminosa que se divide em uma estrutura com vínculos horizontais, em modelo cooperativista, em que os integrantes agem em comunhão de esforços e objetivos, e em uma estrutura mais verticalizada e hierarquizada, com centros estratégicos, de comando, controle e de tomadas de decisões mais relevantes.

Cabe a Erlânio, por exemplo, o papel de ligação entre mídia e poder, para barrar qualquer denúncias envolvendo integrantes da organização da qual é suspeito de integrar. Na semana passada, o blog obteve um depoimento de um blogueiro com atuação na Região Metropolitana, que delatou uma proposta indecente feita pelo presidente da Famem, para estancar denúncias contra Jadyel e Rogério Albino. Como o escriba não aceitou se corromper, Erlânio teria procurado o dono de um Pequeno veículo de comunicação, que já não consegue sobreviver mais do passado, para ‘plantar ilações’, jornalistas tentando coagi-los à aderir a ‘oferta financeira’ com o único objetivo: fazer cessar as matérias contra os empresários.

Mas, Erlânio tem mesmo que se preocupar com as denúncias envolvendo Jadyel e Albino. Ambos, por exemplo, possuem ou já firmaram negócios com Igarapé Grande, daí a preocupação do prefeito faz todo sentido. No entanto, cabe se questionar: até que ponto vai essa relação? Se o MPF investigar os empresários, eles poderiam aceitar fazer uma delação? Do que Erlânio tem medo ao ponto de tentar para a qualquer custos as denúncias contra os empresários?

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.