Encontre-nos nas redes sociais

Notícias

Farra no Auxílio Emergencial

Governo Bolsonaro pagou Auxílio Emergencial de R$ 600 a 190 mil militares 

O jornalista Vicente Nunes trouxe à tona o que pode vir a ser mais um escândalo no governo Bolsonaro. Segundo o jornalista do Correio Braziliense, dados do governo federal apontam que quase 190 mil militares da ativa receberam o Auxílio Emergencial, totalizando R$ 113.816.990,00 (Cento e Treze Milhões e Oitocentos e Dezesseis Mil Reais).

Este esquema, além de ser ilegal, arranha a imagem de um dos setores mais afinados com o governo Jair Bolsonaro.

Em nota, o ministério da defesa diz que iniciou investigação para apurar possíveis irregularidades no processo. Não foi divulgado, no entanto, o número de envolvidos no caso. “O Ministério da Defesa informa que foi identificada, com o apoio do Ministério da Cidadania, a possibilidade de recebimento indevido de valores referentes ao auxílio emergencial (…) por integrantes da folha de pagamentos deste Ministério”, disse a pasta.

Ainda segundo a Nota, “a referida folha de pagamentos é composta por militares da ativa, da reserva, reformados, pensionistas e anistiados”. O ministério informa que, “se houve valores recebidos indevidamente”, haverá “restituição ao erário e as demais considerações de ordem administrativo-disciplinar”.

As irregularidades ocorrem justamente no momento em que 17 milhões de brasileiros ainda aguardam uma resposta sobre a solicitação para o recebimento do benefício. Cerca de 30 milhões foram consideradas inelegíveis por não preencherem os requisitos exigidos pelo governo. Nesta segunda-feira, 11, durante audiência no Congresso, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, destacou que 50 milhões de pessoas receberam a primeira parcela do auxílio emergencial até o momento.

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.