Governo Flávio Dino já arrecadou R$ 10 Milhões com imposto do FUMACOP da gasolina

Maranhenses já pagaram mais de R$ 10 Milhões, em apenas 1 semana com imposto do FUMACOP da gasolina 

Fome, Miséria e Extrema Pobreza marcam a gestão Flávio Dino

Em apenas uma semana de arrecadação no começo deste ano de 2022, o Fundo Maranhense de Combate à Pobreza – FUMACOP, que representa 0,5%. no preço da gasolina que os maranhenses pagam na hora de abastecer o veículo nos postos de combustíveis, já tem na conta, exatos R$ 10.548.472,26 (Dez Milhões, Quinhentos e Quarenta e Oito Mil Reais).

Parte deste montante, serve ao governo do estado para comprar cestas básicas eleitoreiras que são “doadas”, em ações direcionadas pelos secretários do governo Flávio Dino (PSB). Os mantimentos são comprados nos Supermercados Mateus, que comanda o monopólio do ramo de abastecimento alimentício no estado.

Como bem sabem os proprietários de veículos, mototaxistas, taxistas, motoristas de aplicativos, fretistas, dentre muitos outros – até neste segmento o governo Dino interviu nestes mais de sete anos comandando o estado. A alíquota do ICMS, no preço do litro da gasolina, representa 30,5% (Trinta e Meio Por Cento), engessando e dificultando os trabalhadores que dependem da gasolina e dificultando também a vida dos maranhenses que precisam de vários serviços que são realizados e tem como combustível a gasolina.

Esta é apenas uma parte dos males da gestão dinista que paralisou o Maranhão, com impostos abusivos e absurdos, que aumentou desemprego, faliu empresas pequenas, que tornou o estado mais pobre do país e contribuiu para o aumento da fome e da miséria dos maranhenses, como apontou o IBGE.

Este é o retrato da gestão dinista (PC do B / PSB). Estamos levantando mais indicadores que apontam de como Flávio Dino destruiu o Maranhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar
Publicidade

Publicidade

Arquivos