Encontre-nos nas redes sociais

Caso Mariana

Lucas Porto deve pegar mais de 30 anos de prisão

Crime bárbaro cometido por Lucas Porto tem mais agravantes do que o caso Tatiane Spitzner, em que ex-companheiro foi condenado a 31 anos de prisão

O julgamento de Lucas Porto, assassino confesso da publicitária Mariana Costa, morta em 2016, está marcado para acontecer no dia 24 deste mês de maio. O crime bárbaro cometido por Lucas Porto é similar ao caso de Tatiane Spitzner, contudo, tem mais agravantes, uma vez que Mariana, segundo as perícias, ainda foi estuprada pelo assassino confesso.

No caso de Tatiane, ela foi encontrada morta após uma queda da sacada do apartamento onde morava com o esposo, Luís Felipe Manvailer, o laudo atestou asfixia mecânica como causa da morte da vítima, com isso, o assassino foi condenado a 31 anos, 9 meses e 18 dias de prisão pelo homicídio qualificado da esposa.

Como o crime bárbaro cometido por Lucas Porto, ainda teve qualificação por estupro, tudo indica que a pena será também acima dos 30 anos de prisão.

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.