Processo que deve condenar pai e mãe de Rubens está concluso desde março

Pandemia da Covid-19 retardou a finalização do processo por grilagem de terras de Rubão e Suely Torres

O processo que deve condenar o pai e a mãe do deputado federal Rubens Júnior (PC do B), além da imobiliária Ronierd Barros, está concluso desde o mês de março deste ano. O caso está nas mãos da Juíza Oriana Gomes, Titular da 4ª Vara da Fazenda Pública e está esperando a decisão desde o dia dez (10) de março de 2020.

O ex-deputado ficha-suja, Rubão é acusado de invadir e falsificar documentação de uma terra numa área promissora na região da Vila Maranhão, no Distrito Industrial de São Luís – DISAL.

A área onde Rubão é acusado de invadir e depois vender pertence a um idoso que por desgosto, veio até a óbito. Os herdeiros proprietários do imóvel situado no braço da BR -135, na Vila Maranhão, próximo ao Porto do Itaqui, tem toda a documentação lícita e registrada em Cartório da Capital e pagam o Imposto Territorial Predial – IPTU, na prefeitura de São Luís.

O valor da causa é de R$ 10 milhões e a família que teve as terras invadidas luta e espera ansiosamente o julgamento que se arrasta há quase 10 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade