Encontre-nos nas redes sociais

Notícias

Recorde histórico de desempregados no MA, 1º trimestre de 2021: 438mil

Falta de emprego atinge 17% da população em idade de trabalhar. Além disso, dos que estão empregados, 61% estão na informalidade, segundo o IBGE.

O Maranhão apresentou desemprego recorde no 1º trimestre de 2021. Ao todo, a falta de emprego atingiu 17% da população em idade de trabalhar. Em comparação do trimestre anterior, o aumento foi de 2,6%. No Brasil, a taxa de desemprego é de 14,7%. Os dados são da Pnad Contínua, do IBGE.

  • Norte e Nordeste puxam desemprego recorde no 1º trimestre

 

A taxa de desocupação de 17% foi a maior desde o início da série do IBGE, contando a partir do 1º trimestre de 2012. Em números absolutos, são 438 mil pessoas desempregadas em todo o estado, o que corresponde a um aumento de 20,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Trabalho por conta própria e informalidade

 

A Pnad Contínua também destacou o contingente de trabalhadores por conta própria, que aumentou no Maranhão, no 1º trimestre de 2021: 752 mil pessoas. Esse número representa um aumento tanto em relação ao 4º trimestre de 2020 (+1,9%), quanto em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (+3,8%).

Outro número em destaque é o de trabalhadores na informalidade, onde o Maranhão lidera dentre todos os estados brasileiros. No 1º trimestre de 2021, dos 2,139 milhões de pessoas ocupadas, 1,318 milhão (61,6%,) estavam na informalidade. No trimestre anterior, o total de ocupados informalmente foi de 1,298 milhão (60,3%).

Fonte: G1 MA

Reedição: Jorge Pires

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.