Encontre-nos nas redes sociais

São Luís

Resultado péssimo no IDEB é reflexo da oligarquia que comanda São Luís a quase 40 anos

São Luís é uma das piores capitais, no quesito educação e não conseguiu alcançar objetivos estabelecidos para o avanço no IDEB

Recente estudo da Unesco, realizado em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, apontou que a qualidade das instalações de escolas do Ensino Fundamental são primordiais para um bom aproveitamento no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB. Justamente por isso, em São Luís, capital do estado Maranhão, os números baixos são assustadores.

Escolas sucateadas, reformas que nunca tem fim e sem a mínima estrutura de funcionamento, este foi o retrato de quase oito (8), anos da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), soma-se à esta gestão, mais pelo menos 30 (trinta), anos de administração do Partido Democrático Trabalhista – PDT, que assumiu o comando da Prefeitura no final da década de 80.

As escolas da rede municipal de São Luís não cumpriram a meta estabelecida para o IDEB nos anos iniciais (1º ao 5º ano) e finais (6º ao 9º ano) do ensino fundamental em 2019. O resultado do principal indicador da educação foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), na manhã desta terça-feira (15).

Enquanto isso, o município vizinho, Teresina que recebe muito menos recursos, mas, investe mais em educação está na primeira colocação, com crescimento de qualidade de Educação no Brasil.

Este é o triste fim da gestão de Edivaldo Holanda Júnior, na qual seu grupo político já acumula quase 40 anos no comando dos cofres públicos de São Luís.

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.