Encontre-nos nas redes sociais

São Luís

Terra sem lei: grilagem de terras em São Luís envolve políticos, cartórios, imobiliárias e estelionatários

Caso mais recente foi ao ar no JM2, da TV Mirante, onde mostrou que um comprador pagou R$ 100 mil para fraudadores

Ex-deputado Rubens Pereira e sua esposa respondem a processo criminal por invasão de terras em São Luís

Desde que o site Observatório vem denunciando uma série de picaretas que invadem imóveis, “esquentam” documentos públicos coniventes com Cartórios de São Luís e do interior, que estão surgindo novos casos de estelionatários agindo na Capital do Maranhão. Ontem (10), o JM2 da Mirante, trouxe ao ar uma reportagem exclusiva sore nova ação de criminosos que fraudam documentação de terras para enganar compradores.

Este site já denunciou por diversas vezes a situação de um terreno envolvendo o ex-deputado Rubens Pereira, a sua esposa Suely Torres e a imobiliária Ronierd Barros, que se locupletaram de uma área familiar no Distrito Industrial de São Luís, próximo ao Porto do Itaqui e venderam por milhões para uma multinacional – mais um grave caso que se arrasta na justiça há mais de sete anos.

Em um destes casos de grilagem de terras, um empresário, que teve seu imóvel vendido por criminosos – pagou com a vida, é o caso de Margion Andrade. Os dois mandantes do assassinato cruel estão livres, leves e soltos.

Reveja a matéria do JM2, que foi ao ar, ontem (10) de dezembro de 2020, na TV Mirante.

Copyright © 2020 - Observatório da Blogosfera - Todos os Direitos Reservados.